BLOG

ABERTURA 5 OU 7 ? O QUE MUDA NISSO?

Por que existem diferentes tipos de Boquilhas?

A ideia de diferentes tipos de boquilhas surgiu de um fato natural: todos nós somos diferentes.

Seria lógico Saxofonistas com características Físicas diferentes, usando a mesma abertura de boquilhas?

Dois Saxofonistas que já sabem tocar saxofone, sendo o primeiro uma criança com sete anos de idade, e outro um Saxofonista com quarenta e ambos usarem a mesma boquilha?

A criança possui uma anatomia menor que o Adulto, bem como a capacidade menor em soprar e fazer pressão no Saxofone.

Daí surge a necessidade em Nivelar as possibilidades aos Saxofonistas. Todos sendo tratados iguais, conforme suas desigualdades, ou seja, oferecer as mesmas possibilidades a Saxofonistas que fisicamente são diferentes.

Assim, entenderam que uma Criança por ter vazão de Ar menor, precisaria usar uma boquilha n. 4 e assim facilitar a Execução do Saxofone.

Um Adulto, usaria uma Boquilha n. 7 por ter uma vazão de ar maior e pressão de ar. 

Os números 4, 5,6, 7 ... estão relacionados a abertura da ponta da boquilha em relação a palheta. Esse orifício de passagem de ar que fica entre a palheta e a ponta da boquilha, é resultado da curvatura da ponta da boquilha em milímetros.

Não há um padrão entre os fabricantes, assim, uma boquilha 7 para uma marca, tem 2 mm de abertura, e 7 em outra marca, 1.8 mm e por ai vai.

O que você precisa saber e conhecer:

Com o passar do tempo, entendeu-se que o iniciante do sax, independentemente da idade do aluno, este deveria iniciar e ficar com a boquilha que vem no sax (em geral n. 4), pois é mais rápido e fácil para aprender a tocar e soprar o saxofone usando uma boquilha de abertura pequena.

Isso porque no início o estudante, não tem embocadura, não sabe como soprar, não sabe nada, e por isso não deveria investir numa boquilha cara, com abertura grande, pois não vai surtir o resultado esperado. Na prática o som será o mesmo, feio, faladado, da boquilha cara ou da boquilha de abertura pequena. E pelo contrário, o aluno dominará muito mais rapidamente a embocadura tocando com uma boquilha pequena do que tocando com uma boquilha de abertura grande (aberta).

E se fica trocando de boquilha, o aluno demora ainda mais para se adaptar e formar uma embocadura, e ainda pode acontecer, de não conseguir uma embocadura satisfatória devido as trocas e precisar do dobro ou do triplo de tempo para dominar a embocadura.

O segundo aspecto que você precisa conhecer, é que uma boquilha chamada de “fechada”, n. 4 ou 5 por exemplo, tem uma abertura na ponta em milímetros muito pequena, e por isso, se você usa uma palheta mole (1.5) ela pode fechar a ponta quando você soprar muito forte, e pode não sair som algum.

Uma boquilha Aberta, n. 7 para cima, é uma boquilha que a abertura em milímetros é maior, logo, se colocar uma palheta n. 3 (dura) ela pode não vibrar corretamente, e sair muito som de vento, e pouco som de sax. Pode ficar pesado para soprar.

A boquilha n. 6 gera discussão pois alguns a colocam no Hall de boquilhas fechadas, outros abertas.

O que é o mais usado nisso tudo?

Com o tempo, se percebeu que o iniciante do saxofone, independentemente da idade deveria usar boquilha fechada, e ainda, mesmo com uma boquilha fechada, deveria usar palheta 1.5, pois essa palheta fica leve para soprar, e o aluno pode tocar sem esforço, sem ferir os lábios, e dessa forma ir mais longe com o saxofone, e acelerando o processo de estudo da embocadura.

Em Resumo:

O iniciante do Saxofone, segundo o exposto, deve usar a Boquilha que vem no saxofone n. 4 até um ano de estudo diário, com palhetas 1.5 para ser fácil de tocar.

Depois desse tempo (um ano), o aluno pode comprar uma boquilha:

Crianças: Boquilhas n. 5 em Geral.

Mulheres: Boquilhas n. 6 em geral. Tenho percebido ao longo desses anos, que mulheres que tocam profissionalmente, tendem a usar a boquilha um número abaixo da usada pelo homem. Um exemplo, Michael Lington ( https://www.youtube.com/watch?v=jCCEHGGbnww&index=5&list=PLFEC4EE041904DF57 ) usa uma boquilha da Marca Theo Wanne n.7 e por outro lado  a Saxofonista Mindi Abiar usa a mesma boquilha, mas na numeração 6.  Aqui não se está discutindo se o homem é mais capaz ou não que a mulher. Aqui, é apenas uma questão de respeitar as diferenças entre força física, capacidade Pulmonar e outras características entre Homens e Mulheres.

Homens usam em média, Boquilhas 7 para cima.

Erudito X POP X JAZZ

O que tenho percebido ao longo desses anos, é que uma boquilha fechada, como n. 4 é mais fácil de se tocar. Mas deixa a interpretação um nas nuances de som e timbre comprometidos, pois todas as notas soam quase da mesma forma, um som Reto.

Por isso, vemos que Saxofonistas de Jazz, ou POP usam boquilha 7 para cima, pois podem ousar mais no som, no timbre, nas "desafinações" intensionais.

Já músicos de Orquestra, ou dito "Erudito" costumam tocar com boquilhas n. 5, ou 6, pois não usam na maiorida das vezes, Harmônicos, Som Rasgado (Growl), SplitTone e etc. Tocam um som Homogênio em todos os registros.

 

Deixe-me retomar a pergunta inicial? Seria lógico Saxofonistas com características Físicas diferentes, usando a mesma abertura de boquilhas?

Queridos, esse é um ponto importante. Muitos, veem o que um Saxofonista Famoso usa, e quer usar a mesma coisa achando que irá obter o mesmo resultado. O Ivan Meyer usa uma Boquilha no tenor n. 9. Ele tem quase dois metros de Altura. Será que Eu com meus “1.76” vou conseguir tocar do mesmo jeito que ele? Com a mesma capacidade pulmonar que ele?

Tudo isso deve ser pensado amigos. Tamanho, peso, tempo de Saxofone, tudo isso influência no material que você irá usar no futuro. As vezes a melhor combinação para o Fulano, é uma péssima combinação para você. Cuidado.

Outro ponto é a palheta. Qual palheta, combina melhor com qual boquilha Abertura, marca etc)

Depois que já passei da fase de iniciante (um ano em Geral tocando diariamente), como encontrar a numeração certa da palheta para minha boquilha?

Fácil, aqui uma aula gratuita sobre isso, grande abraço do Prof. Lander

 


Leia mais ›

CATEGORIAS

ARQUIVOS

© 2019 Lander Sax. Todos os direitos reservados. LanderSax