BLOG

INTRODUÇÃO - OS SEGREDOS DO SAXOFONE

Nesses anos trabalhando com alunos e envolvido no mundo do Saxofone, percebo que algumas questão são recorrentes. Vez ou outra tá alguem perguntando a mesma coisa. Separei aqui algumas questões que acredito serem importantes.

Os segredos do Saxofone


Leia mais ›

POR QUE MINHA SAPATILHA ESTÁ COLANDO? COMO RESOLVER?

Geralmente o excesso de umidade, resíduos, molas que perderam a força provocam esse efeito de sapatilhas colando.

A grande vilã é a chave ligada ao Sol# do Sax (nota acionada com o dedo mindinho esquerdo).

Mas também podemos verificar o problemas em chaves do instrumento como o réb grave - e outras que permanecem fechadas por mais tempo.

Isso se resolve, secando bem a sapatilha e colocando um pouquinho de grafite em pó (usado nas canaletas de carro facilitando que o Vidro deslize facilmente).

Coloque cuidadosamente o grafite em pó apenas na parte que terá contato com a borda da chaminé do Sax.

Use um cotonete para poder espalhar com precisão.

Se espalhar por toda a sapatilha, funcionará tambem, mas não fica muito bonito, pois todas as sapatilhas de uma cor, e essa que você espalhou o produto, ficará escura.

Resolvido. Sua chave não vai mais grudar.


Leia mais ›

POR QUE TENHO QUE HIDRATAR A PALHETA DE BAMBU?

A palheta de Bambu vem ressecada da Fabrica para assim poder durar mais e se conservar até que seja vendida.

A primeira vez em que se vai utilizar a palheta deve-se “mergulhar” a ponta mais fina – com muito cuidado -  num copo com água.

A água não pode ser nem gelada nem quente.

Deixe a palheta de 5  a  10  minutos.

Após, retire o excesso de água (pois caso contrario o som de sax soará como se estivesse todo “babado”), e toque.

Ao terminar de tocar, enxugue a palheta e a guarde em local seco e arejado para evitar que a mesma mofe.

Quando já se hidratou a palheta uma vez, nas próximas vezes, basta imergir a palheta por segundos, 1 minuto, 3 Minutos na água apenas para umedecê-la. Você vai perceber se ela já absorveu a água ou não. Isso vária de palheta para palheta. 

Pronto, você já pode tocar tirando o máximo de benefícios da sua palheta.


Leia mais ›

POR QUE NÃO DEVO DEIXAR A BOQUILHA SEMPRE NO TUDEL?

Quando a Boquilha não é retirada do Tudel acontecem algumas coisas negativas:

  • A Boquilha amassa a Cortiça do Tudel, causando um desgaste definitivo da mesma.
  • Cria-se mau cheiro por falta de enxugar a cortiça e boquilha corretamente.
  • A afinação pode ser prejudicada, pois criasse um hábito de não mais controlar a afinação, haja vista, da boquilha já estar no tudel.

Quando retiramos a boquilha do Tudel nos forçamos a examinar a afinação do Saxofone antes de tocar. Isso seria o ideal.

 


Leia mais ›

A TEMPERATURA MUDA A AFINAÇÃO DO SAXOFONE?

A diferença de temperatura ambiente influi e muito na afinação do Saxofone, e por isso, deveríamos ter por habito, sempre carregar uma afinador junto de nós, para sempre antes de tocar, conferirmos a afinação do instrumento. Você perceberá que quanto mais Frio o ambiente, devemos colocar a boquilha mais para dentro do Tudel. E quanto mais Calor estiver, boquilha será posicionada para fora do Tudel.



Leia mais ›

POR QUE DEVO PASSAR UM LUBRIFICANTE OU GRAXA NO ORIFÍCIO DE ENCAIXE DO TUDEL?

O atrito constante entre Tudel e corpo do Sax na hora de encaixar, pode desgartar a peça, criando um micro vazamento na região do parafuso o que compromete drasticamente a bela execução das notas gravíssimas.

Caso seu  Tudel já esteja desgastado, ao passar a graxa, mesmo com os parafusos totalmente apertados, a peça ira se mover espontaneamente. Nesse caso, não passe a graxa.

Mas, se seu Tudel ainda é novo, nunca deixe de passar a graxa para não incorrer no desgaste da peça.


Leia mais ›

POR QUE LIXAR A PALHETA DE BAMBU?

As vezes a numeração que vem de fabrica pode não se adequar a sua realidade como músico.

Explico. Pode ser que o numero 2 de uma palheta seja pesado para você soprar. Você se sente cansado rapidamente, os graves do Saxofone não saem, ou quando saem são seguidos de som de vento em demasia.

Mas ao comprar o número 1 ½ você percebe que ficou muito leve para soprar atrapalhando a execução, pois as notas falham e as vezes saem até apitos do seu sax.

Nesse caso, você pode comprar uma palheta n. 2 e usar uma lixa de papel bem fina, lixando a palheta em movimentos circulares no centro da mesma (o que chamamos de coração da Palheta).

Isso vai torná-la mais leve para soprar.

Dica – faça o processo de vagar, se sempre colocando a palheta na boquilha e testando.

Quanto a lixar ... cada um tem uma receita diferente.

 

A palheta ao meu ver tem que emitir som assim eu sopro ...

 

Eu testo com um Si agudo e um Si grave.

 

Ao soprar tem que sair som imediatamente.
Nao pode sair um pouquinho de som de vento e depois sair som.

Isso para mim, ok? minha realidade.

Esse vento que sai antes do som começar,  significa que a palheta está demorando mais para vibrar do que deveria (relação BoquilhaXpalheta)

Vou fazendo movimentos circulares sobre a palheta, devagar, uns 30 movimentos, limpo e toco... se achar que ainda está demorando para sair som (milesimos de segundo), lixo mais uns 15 movimentos.... e assim por diante.


Eu digo o seguinte - DICAS GERAIS:
 

1 - compre sempre uma palheta o mais proximo da sua preferida. - vc gosta de n.2 e compra n. 3 para lixar - não dá.

Sempre meio grau de dureza acima, no máximo.

2 - Se quer com som mais escuro - precisa lixar com lixa de papel grossa, assim ao lixar a palheta ficará com um acabamento mais rustico, poroso ... isso dá um som escuro.

3 - Se quer som mais para brilhante (Kenny G no soprano por exemplo) tem que lixar com lixa de papel fina (1200 por exemplo), o acabamento ficará quase plástico ... e ainda, quando terminar de lixar, pegue uma folha de sufite e passe na palheta como se fosse a lixa, isso vai fechar todos os poros e fará com que a palheta vibre ainda mais.

4 - Para lixar, faça movimentos circulares só no centro da palheta. Faça uns 30 movimentos circulares expalhados, cobrindo toda essa região, por exemplo

10 movimentos bem no topo, 10 movimentos bem no meiot, 10 movimentos abaixo do meio.

Monte e toque. Está bom já? Não?

Depois mais 10 movimentos como acima.  Pare e toque.

Um pouquinho de pó que deixa a palheta faz uma enorme diferença.

Sempre teste, se não vc perde a palheta.

5 - a ponta, vc dá no máximo umas 10 passadas da parte mais grossa em direção a ponta (talvez nem precise) no fim do processo.
Nunça faça o movimentos vai e vem na ponta da palheta com a lixa, se nao vc quebra a ponta.

Passe a lixa no sentido do meio para ponta da palheta nada mais, umas três vezes so.

Acho que é isso, não tem muito segredo não.

A questão é vc encontrar a palheta que melhor se aproxime do timbre que vc deseja.
E encontrar o melhor numero que se aproxima da sua realidade.
Se não, vai lixar o resto da vida e vai continuar insatisfeito.

 


Leia mais ›

COMO MELHORO MINHA CAPACIDADE PULMONAR PARA AGÜENTAR TOCAR MAIS TEMPO?

Tocando. Você pode correr, nadar, mas o que vai realmente ajudar é tocar.

Na hora de estudar, peque uma palheta 0.5 mais pesada da que vc costuma usar. Inicie os estudos com ela. Você precisará fazer mais força que o normal. Depois de uns 10 minutinhos, pegue a palheta que está acostumado a tocar, vai notar a diferença.


Leia mais ›

POR QUE DEVO SEMPRE PASSAR A “GRAXA NA CORTIÇA” ANTES DE COLOCAR A BOQUILHA?

O correto seria sempre passar a graxa que vem junto com o instrumento na cortiça antes de introduzir a boquilha. Isso evita que o atrito entre a boquilha e a cortiça venha a danificar a mesma.


Leia mais ›

CATEGORIAS

ARQUIVOS

© 2019 Lander Sax. Todos os direitos reservados. LanderSax