BLOG

BOQUILHAS PARA SAXOFONE ALTO

Olá! Se você Toca saxofone Alto, e está meio perdido sobre o tema boquilhas, ... aqui um pequeno guia para você começar sua procura.

Eu costumo dizer para meus alunos para não trocarem de Boquilha no primeiro ano de estudo de Saxofone. Fique com a que vem no Sax mesmo.

Se ela não tem número, é porque é numero padrão 4 de abertura, e por isso, é perfeita para se iniciar os estudos de Saxofone. Depois de Um ano, até um ano e meio de estudo diário, você vai ter conhecido bem o sopro, a embocadura, e então sim, troque de boquilha.


Ao trocar de boquilha antes disso, o Aluno tende a não permitir conhecer sua própria embocadura, pois não dá tempo de criar uma "memória muscular" e sendo assim, é comum colocar todo o problema na Boquilha.

Assim, troca-se .. e troca-se de novo , etc ... mas nunca você vai se permitir saber onde estão suas limitações e onde estão as limitações da Boquilha entende?

O que você pode fazer agora, é trocar palheta, experimentar todas que você conseguir comprar uma por mês ... n. 1.5 ou n. 2
Pegue um caderno, anote nome da palheta, data que começou a usar ... o que gostou dela e o que não gostou.
Na segunda semana escreva ... o que gosta ainda, ... ela melhorou? ta mais facil, ta mais dificil?
No outro mês, outra folha do caderno, nome da palheta, data que começou a usar, ... impressões iniciais, ...
Fazendo isso vai achar sua palheta ideal. veja a que é melhor para você ... e abuse das marcas....

No Saxofone Alto, costumo pedir aos meu alunos, para depois dessa fase de um ano, procurarem alguma boquilha de Massa para tocar.

Essas, oferecem maior facilidade no controle seja de graves e agudos, exigindo menos do Saxofonista.

 



A Primeira boquilha de muitas que gostaria que você observa-se é a Minha, a Excellence.
Nesse link, tem tudo sobre ela, ... certamente uma das melhores já fabricadas nesse Planeta.

Conheça todos os detalhes aqui
  
https://www.landersax.com/blog/boquilha-excellence/1
 




MEYER 7M
AMERICANA

Se desejam a linha Erudita - recomendo a Meyer americana 7M. Esse boquilha, tem um sonoridade muito fiel ao som do Saxofone. E tem um preço até que razoel (150 Dólares) diante da facilidade e sonoridade que ela proportiona.

O Som fica escuro (como se pede no Erudito) mas com VIDA, não tão apagado entende?

  Há um "colorido" no Timbre, e o Sax não fica tão monotono, como ouvimos por ai, e não sabemos se é clarinete ou sax.

Vc vai tocar com Plasticouver n. 2.5 - ou La Voz Medium Soft, Vandoren Java e Tradicional,  acho que fica bom assim.

Se é iniciante, então pode comprar as palhetas um numero mais leve (2 pra primeira palheta e Soft para segunda)

Ele (leo Galdeman) usa uma abraçadeira Françoes Loues.

Como a Boquilha Meyer 7M é uma boquilha sem projeção - sem Rampa, Ela tem um Som meio apagado por tanto, e por isso ela pede uma abraçadeira com Ressonador, para que o Som não fique tão apagado.(Ressonador é uma placa de metal que vai direto na palheta).

MEYER 7M
 

 

Meyer 5M Vintage

Preciso fazer um comentário a mais sober está boquilha.

A Meyer fabricada entre os anos 60 e 70, hoje chamada de Vintage n. 5M é até hoje considerada uma das melhores boquilhas para Saxofone que já existiu.

          

 

Ela não é mais fabricada, e um exemplar (se você encontrar) não sai por menos dos mil dólares. Ela não é feita de plástico. É feita de uma espécie de Bocharra galvanisada (Hard Rubber) que lhe proporciona uma sonoridade muito Cristalina do Saxofone.
E essa numeração "5" nada tem a ver com a numeração 5 de hoje.

Essa era uma numeração da época, que equivale ao n. 7 nos dias atuais.

A Câmara interna dela é grande, o que proporciona uma Linda sonoridade.

 

Abaixo você vê e ouve a sonoridade Cristalina dessa Boquilha Vintage.

Meyer 5M Vintage

 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Claude Lackey 7*3

As Boquilhas de Massa para um Som POP para Sax Alto, com projeção, Brilho e Fácil controle que estão no mercado a mais de 70 anos, são as seguintes ...

A Claude Lackey 7*3 - não tem rampa, mas não sei como, ela tem muita projeção ...

Claude Lackey 7*3

Ela fica boa com palhetas

Vandoren Java
Vandoren Java Red
Frederick Hemke

Eu escrevi um texto em Separado sobre ela, e se tiver interessado nela, clique aqui

http://www.landersax.com/blog/claude-lakey-73-o-que-saber/1

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

A Beechler Diamond M7S

Uma ótima Boquilha, mas na minha opinião precisa ser n. 7 (M7S)

Assim, você aproveita na totalidade a sonoridade dela.

Mas preciso dizer que o Kenny G usa essa boquilha no Alto na numeração M5S

 

Essa Boquilha fica boa com todas as palhetas.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

A Vandoren Jumbo Java A45 Blue (Azul)

Aqui eu preciso fazer algumas observações. Muitos dos que procuram essa boquilha, o fazem por causa do Grande Saxofonista Americano Warren Hill. O Problema, é que a Boquilha que Warren Hill usa, não tem nada a ver com a Jumbo Java de hoje. 

A dele (como vimos acima quando falamos da Meyer americana Vintage) é uma Vintage feita com um material que não se encontra mais em lugar nenhum, o Hard Rubber blue (azul).

A sonoridade dessa Boquilha, até eu queria.

O Problema é que hoje as Jubo Javas A45 são feitas de plástico, perdem o peso nos graves, e deixam os agudos muito estridentes.

Podemos corrigir isso, usando palhetas menos percussivas e abraçadeiras que inibam o som brilhante. Mas fique atento para essa observação, A Vintage Blue não é a mesma boquilha Jumbo Java A45 ali da loja da esquina ok? 

Já vi várias falsificadas, feitas de Plástico (brilhantes) e pintadas de  Azul. 

Um absurdo. Já vi Saxofonista experiente caindo nessa.

Cuidado com isso.
 

Vandoren Jumbo Java A45 Vintage Blue (Warren Hill)

Fica boa com palhetas

La Voz
Alexandre Superial DC

Vandoren ZZ
 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Beeclher Belite CUSTOM #7

Essa não é a belite normal. A Custom foi mexida para reduzir o brilho da boquilha a pedido do Eric Marienthal.

Quem já tocou numa Belite e numa Custom sabe que tem diferença sim, e muita.

Ele usa palheta Vandoren Tradicional, segundo o site Oficial dele n. 2.5 

Beeclher Belite CUSTOM #7

Eric Marienthal Tocando Erudito com ela. (por isso que digo, que qualquer boquilha pode ser tocada em qualquer estilo, vai depender de como você está soprando, embocando)

Beeclher Belite CUSTOM #7

 

O Saxofonista Dave Koz tambem usa essa boquilha. Usa palheta Plasticouver n. 3

A ponta desse boquilha com palheta Plasticouver fica muito extranha, sobra boquilha para todo lado, o que causa muito som de vento na hora da execução.

A Beeclher Metal Custom, emite um som muito bonito, mas fique preparado para fazer força pois vai ter que tocar pesado, com ela. Pesada para soprar, pois só funciona bem (sem apitos) com palheta dura, n. 3 em Geral, perceba que todos que tocam com ela, sempre estão com o pescoço estufado, de tanta pressão que precisam fazer.

Esse foi um dos motivos que acabei deixando a minha boquilha de lado.

Se tentar usar com palhetinha n. 2 é um apito atrás do outro.

Tenho usado essa Boquilha exporadicamente quando preciso testar novas palhetas para responder perguntas de alunos, pois embora seja pesada para soprar, ela aceita muitas marcas de palhetas. Acho que todas.

Mas em resumo, duas palhetas Funcionam com essa boquilha.

Vandoren Tradicional 2.5 (pesado pois equivale a 3.)

E Vandoren ZZ 2.5 apita ( 3 pesado)

Essas duas palhetas casam muito bem com a ponta da Boquilha.

As outras, palhetas ou sobram em tamanho ou faltam em tamanho na ponta dessa bouquilha. Logo, não funiconam.

A Plasticouver usada pelo Dave Koz, mesmo sendo 3 é um Apito atrás do outro ... mesmo ele, sendo um Profissional, apita muitas vezes.

Já o Erick Marienthal com sua palheta Tradicional 2.5 nunca vi apitar.

Beeclher Belite CUSTOM #7

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Dukoff D7

Então para quem já tem uma experiência de uns três anos sugiro a Dukoff D7 ou D8 - com uma Rampa Enorme.

Dukoff D7

O problema da Dukoff é o som "ardido". Por isso uma fibracell nessa boquilha não recomendado, pois ficará ainda mais ardido nos agudos... chega uma hora que dá uma "enjoada".

Fica boa com

vandoren Tradicional

Vandoren Java
Vandoren Red
Rico Jazz Select

 

-------------------------------------------------------------------------------------

Ivan Meyer 7* - (2.45 mm).

Eu gostei bastante da minha Boquilha. Ela foi feita a mão pelo Ivan Meyer.

 

Uma boquilha muito equilibrada, feita para usar com Fibracell. Possui graves muito bons mesmo, acredito que nenhuma boquilha que já toquei até hoje emitiu um grave como essa boquilha emite. Fácil de tocar, com muita projeção.

O Saxofonista, na minha opinião precisa ter um experiência, para não tocar muito alto, ou estridente.

Mas se você já domina a embocadura, vai tirar um som muito bom. Estou super satisfeito.

 

Aqui meu amigo Moisés de Paula, numa gravação Profissional em Estúdio.

Confira.

Após muitos anos, eu  ainda recomendo essa boquilha.

Ultimamente tenho feito muitos testes de novas palhetas de Bambu do mercado, e por isso você pode me ver tocando em algum Vídeo com Outra boquilha que não a Ivan Meyer. Mas é apenas isso ... quando não estou fazendo testes a Ivan Meyer ainda é minha boquilha. 

Bom todas essas boquilhas eu assino embaixo, e você terá que analisar o que você está buscando em questão de sonoridade.

Grande abraço e bons Estudos

Prof. Lander

 

Aqui um Vídeo sobre tudo isso


 


Leia mais ›

CATEGORIAS

ARQUIVOS

© 2014 Lander Sax. Todos os direitos reservados. Professor Lander