BLOG

MUITAS INFORMAÇÕES SOBRE ESSE TEMA MAIS QUE IMPORTANTE - EMBOCADURA

 

Olá, quero dar Algumas dicas para você sobre a Embocadura, passeando um pouco do que é usado hoje no mundo quando falamos sobre esse Tema, Falaremos sobre:

A forma de Embocar; A posição da Boca; Lábio Superior; Lábio Inferior e Bochechas Infladas.

 

VIDEO e abaixo todos os detalhes em Texto.

 

1 - Forma de Embocar - Músculos Relaxados            

 A Boca precisa estar relaxada. Esse é o primeiro detalhe dessa conversa.

Se você tem que precionar os lábios para Tirar o som inicial que mostro no Vídeo, então está errado. Você precisa colocar a boqulha mais para dentro.
 

Se apita o som, é sinal que você está apertando muito a Embocadura.

 Apitos também Surgem por causa de Palheta sem Hidratar, ou palheta Velha, veja aqui.

http://www.landersax.com/blog/palheta-apitando/1

Nos Agudos é normal tensionar um pouco a Embocadura. Não pode ser muito pois não precisa. É com o cante, se apertarmos ela mais ou menos vai soltar o mesmo tanto de tinta. Se aperta o suficiente para não sair ar pelos Cantos da Boca.

 

2 - Posição da Boca? 

A Posição da Boquilha Mais para dentro ou mais para Fora muda o som e timbre do Sax.

O lugar onde apelhe começa a se afastar da Boquilha é o Lugar onde você deve por a sua Boca.
Seu lábio.

Língua fica em Posição de "V" dentro da Boca. 

 

3 - Posições do Lábio  -   Superior  dobrado? Sim ou não?

O Saxofone criado em 1841 foi desenvolvido para tocar Música Clássica. Naquela época, a embocadura vivenciada pelos Clarinetistas era formada com Lábios superiores e inferiores dobrados. 

Essa Ideia se transmitiu para o Saxofone. 
 

A Selmer em 1885 (frabrica Francesa)  fabricava apenas Boquilhas para Saxofone era chefiada por Charlie Frederic Selmer.

Em 1988 passa a fabricar Clarinetes, e em 1920 (79 Anos depois do Primeiro Saxofone) começa a produzir seus primeiros Saxofones de forma modesta e despretenciosa. Nessa Época, os Filhos de Charlie Selmer já tomavam frente dos negócios da Família. Henri e Alexandre encabeçavam a fabricação dos Saxofones. 
Aqui você vê Alexandre Selmer, o filho mais Novo garoto Propaganda da Marca.

 

 

Em 1922 a Selmer inicia sua caminhada de Sucesso, ao lançar o que ficou conhecido como "Modelos 22" de Saxofone. Eram Saxofones Lindíssimos para sua Época - ou até mesmo para hoje mesmo tendo se passado mais de 90 anos?

 

Em 1923 Henri Selmer Assume a empresa sozinho, e em 1926 lança um novo modelo de Saxofone, cujo a novidade maior seria a Logo da empresa, Selmer que a partir dai estaria presente em todos os Saxofones produzidos. 

 Henri Selmer desenvolve o Selmer Balance em 1936 que trás um divisor de águas na História não apenas da Selmer, mas também da História do Saxofone. Até hoje um dos Saxofones mais procurados em Todo o Mundo. 

Em 1941 Morre Henri Selmer que foi um Gênio emprendedor responsável por grande Parte do sucesso da Selmer.  

Perceba que até aqui, não se falou em Saxofone Mark VI. 

Dez anos após a Sua morte Marcel Mule (1951) grande Saxofonista da época integra o Time de criadores e desenvolvedores da Selmer. Ele Emcabeça mudanças no já consagrado Saxofone.

Ouça esse Saxofonista aqui

http://www.swiss-jazz.ch/Marcel-Mule.htm  

 

Em 1954 a Selmer lança o que seria, segundo muitos Saxofonistas, um dos melhores Saxofones já produzidos no mundo, o Selmer Mark VI, um projeto de Marcel Mule.

Após essa Data, o Saxofone deixa cada vez mais os Palcos Eruditos, para fazer parte de Orquestras Populares como Glenn Miller (Moonlight Serenade 1941), 

 

 

E Billy Vaughn 1950

 

Perceba a Sonoridade que eles tiraravam no Saxofone.

Muito Vibrato, e marcado pela embocadura de lábios superiores dobrados.

Amadeu Russo mestre do Saxofone brasileiro, em seu método de Saxofone é possível ver ainda o ensinamento desse tipo de embocadura.

Edição 1997 

 

Mas hoje mesmo no Erudito, percebemos que são raros os Saxofonistas que dobram os lábios Superiores.

 

Claude Delangle

Asya Fateyeva 

 

 

Atenção! Não mordemos a Boquilha, apenas apoiamos os dentes sobre ela.

Não gosta da sensação da Boquilha Vibrando em seus dentes? Você pode usar um PAD.

Veja aqui

http://www.landersax.com/blog/protetor-de-boquilha-pads/1

 

 4 - Lábio inferior

Hoje, existem três tipos de embocadura quanto ao Lábio Inferior.

1 - Dobrasse muito o Lábio para dentro, impede que a palheta Vibre, produzindo um som muito abafado de Saxofone.

2 - Dobra-se pouco o Lábio - é a embocadura mais usada atualmente.

3 - Não se Dobra o Lábio - Usada pela Maioria dos Saxofonistas Americanos. 

Uma Dica, para essa embocadura, nós movemos o lábio inferior para frente, como se disséssemos um "UI" do francês, e depositamos a Boquilha nos lábios. Essa embocadura gera uma Sonoriadade mais brilhante, pois a palheta tem mais liberdade para Vibrar. 

 

 5 -  Bochechas Infladas

Hoje são poucos os Profissionais que Tocam usando Bochecha.
Não é necessario tocar inflando as Bochechas. Além de não ser muito bonito, é desnecessario, pois o Ar que usamos para Inflar a Bochecha poderiamos "jogar" para dentro do Saxofone. 

Hoje um grande Nome do Jazz e improvisação que usa as bochechas infladas é Francesco Cafiso.

 

Veja ainda.... 

 


Desejo então bons estudos para você. 

Abraço do Prof. Lander
 


Leia mais ›

CATEGORIAS

ARQUIVOS

© 2014 Lander Sax. Todos os direitos reservados. Professor Lander